fome

As vidas correm como bocas para alimentar. Ligadas a um estômago caprichoso cheio de desejos apresentados como inequívocos em contextos concretos, insidiosos ávidos de satisfação imediata. A não escolha fantasiada pela aparência da opção. Se falta uma vitamina, um mineral, a fome persiste, insensível aos próprios nutrientes ou menus, empanturrando-se de tudo o que mais possa compensar a insatisfação da carência. As direcções nomeiam-se à medida da fome. Os dias passeiam-se com mais ou menos fome. As vidas vivem com mais ou menos fome.

Comentários

Vieira MCM disse…
Parece que as aparências ganharam estatuto de fast food, quem não consome tá fora.
Ainda bem para nós que gostamos de comida saudavel.
O melhor nutriente que podemos consumir é uma vida plena de satisfação. Por vezes não é fácil é lidar com a insatisfação dos outros, que acaba por interferir na nossa vida.

Beijinhos

Vieira MCM
Adriana Martins disse…
Vida....alimento: sonhos, coragem e muito amor, bjs

Mensagens populares deste blogue

Insípido