espaço

Espaço protegido e que protege
Sabor ferido e que emerge
Absorve a loucura da razão
A passividade de uma mão
Que se fecha, e abre se...
Abre-se, porque se fecha
Mais rápida que uma volátil flecha
E de volta ao espaço encontro
O segredo guardado no epicentro
Que se abre, e fecha se...
Abre-se e não custa falar
Desinquieto procuro o lugar
Às vezes parece que nada faz sentido
Mesmo que nada seja omitido
Que apenas se abre, e se fecha; se...

Comentários

Vieira MCM disse…
Excelente... apenas excelente.
Gostei muito!

Vieira MCM

Mensagens populares deste blogue

Insípido