terça-feira, 27 de abril de 2010

panorama

Uma montanha que vejo
Que sinto
Que passo
E não esqueço

Reconheço o sabor
Sem dor
Nem embaraço

É tudo distinto
Secreto
Um compasso

Num ensejo
Não me minto
O tempo aos olhos é escasso
E faz viver o amor

1 comentário:

Vieira MCM disse...

Bonita esta dança das palavras.

Beijinho

Vieira MCM

Pesquisar neste blogue