laje

Um perfeito caminho
De lajes soltas
Crestadas num vértice
Compõem a entrada

Palavras escusas
Em trigo envoltas
Omitem-se na réplica
Esquecem a estrada

Ao longe um moinho
De colossais velas ocultas
Permite em cada ápice
Aquecer o meu peito

São pedras difusas
Enleadas e revoltas
Num eterno que se aplica
A tudo o que está feito

Comentários

Vieira MCM disse…
Cada um de nós tem essa tarefa solitária de percorrer o seu próprio caminho. As pedras umas transpostas outras contornadas fazem com que seja mais nosso.

Godtei muito.
Beijinho

Vieira MCM

Mensagens populares deste blogue

Insípido