muito mais


É muito mais que uma simples janela velha
Muito mais que um vidro fosco
Para além do que nos permite imaginar a envolvência
Uma casa velha, repleta de teias de aranha
Um abandono
Que faz esquecer uma história, sabe-se lá com que contornos e desfechos
Mas como disse, é muito mais que tudo isso
É um vidro que está sujo e já quase nada protege
Um vidro que pouco pode fazer com um telhado que não existe
Porém é generoso, permitindo tudo o que se pode ver para além do que se vê
É um céu e as suas nuvens

Comentários

Vieira MCM disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Vieira MCM disse…
Mais que uma janela que deixa ver para lá, pode mesmo ser um o reflexo do vidro que nos faz ver para cá.
Gostei muito do texto.

Vieira MCM
Hugo de Macedo disse…
Brilhante texto, este. Podemos ver essa janela, esse vidro, quase como uma contradição, que nos permite ver/ser vistos e, no entanto, nos impede de tocar e ser tocados.

Excelente.

Mensagens populares deste blogue

Insípido