quinta-feira, 8 de outubro de 2009

a "certeza" em branco

cr

Na qualidade do que está certo
Acena ao mundo de coração aberto
Com firmeza no que afirma
E actua confiante, rediz e confirma
A coisa certa;
A estabilidade;
A convicção;
Sem emoção
Com a crença de que se está na posse da verdade
É a certeza, mesmo que a dúvida persista
É o caminho que prende sem que nunca insista
Desprovido de paixão
Chega onde quer querer
Consegue cativar o sufrágio directo

A mentira da certeza
Acredita quem quer
E quem quer deixa tudo igual

Quem quer procura defesa
Age com o que houver
Encontra uma certeza consensual

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

passo (colocar um pé mais à frente)



À certeza de partir
Nunca deve faltar a convicção de chegar

quinta-feira, 9 de julho de 2009

histórias e sombras



As histórias e as sombras repetem-se
Num caminho diverso e sereno
A sombra existe, o murmúrio persiste
Tudo isso porque há uma luz e uma voz

As sombras escondem-se
Esquecendo-se de palpar o terreno
A névoa esconde o sol que por trás de si insiste
O percurso sempre esquece o rio e a foz

sexta-feira, 19 de junho de 2009

sol ou chuva



...E o que demais se vê
São espectros da mesma realidade
É difícil distinguir o protótipo da reprodução
Sabemos que sentimos,
Não sabemos se queremos autenticidade

Sabemos estar aqui,
Não sabemos onde estamos

Pesquisar neste blogue