quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

sentido obrigatório

É obrigatório contar anedotas
Ter opiniões
Falar quando não há palavras

Em confusões remotas
Colher sensações
Sentir emoções escravas

Temos de ser inteligentes
Em sentido obrigatório

Somos seres indigentes
Que se escondem num consultório

1 comentário:

Vieira MCM disse...

Sem dúvida, esta é a famosa liberdade humana.
Chamam-lhe com pompa viver em sociedade.
Sem nos darmos conta somos obrigados a fazer parte do modelo.
A arma que nos resta é a escolha.

Gostei, bem visto.
Vieira MCM

Pesquisar neste blogue