quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

longe



Tu podes temer a longevidade?

1 comentário:

Vieira MCM disse...

O que eu temo é a brevidade.
A nossa vida é breve, mas podemos deixar a longevidade da nossa índole.

Pesquisar neste blogue