sexta-feira, 11 de maio de 2007

a caixa

A caixa frenética.
A caixa caquéctica.
A caixa emblemática, sorumbática e indisposta.
Para nós, por todos nós interposta e imposta.
E quem não gosta, e prefere a liberdade.
A que não tem idade nem cidade.
Vive vazio, porém ao devir da igualdade da visão estética.

Sem comentários:

Pesquisar neste blogue